.st0{fill:#FFFFFF;}

A osteopatia é uma ciência holística, que trata o corpo humano como um todo.

É considerada uma das disciplinas da medicina alternativa. Os seus tratamentos usam uma abordagem holística, acreditando que a recuperação do corpo pode ser aumentada através da estimulação das articulações.

A osteopatia é um tratamento que surgiu nos EUA, criado por Andrew Taylor Still, que viveu entre 1828 e 1917, que apresentou os princípios desta terapia natural. É um sistema de avaliação e tratamento, com metodologia e filosofia própria, que visa restabelecer a função das estruturas e sistemas corporais, agindo através da intervenção manual sobre os tecidos (articulações, músculos, fáscias, ligamentos, cápsulas, vísceras, tecido nervoso, vascular e linfático).

A validade da osteopatia é tão concreta que é recomendada e incentivada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como prática de saúde. De acordo com Andrew Still, o corpo humano é um sistema capaz de se auto-regenerar, sendo o dever do osteopata eliminar os factores que o impedem de funcionar de forma saudável. Assim, cientificamente a osteopatia assenta na anatomia e simultaneamente recorre a uma visão holística.

Uma abordagem que integra a mente e o corpo, sendo que este acaba por curar-se a si mesmo desde que a sua mecânica interna esteja saudável.

O campo de tratamento da osteopatia é muito amplo pois ele abrange todo o corpo humano.

Principais áreas de atuação da osteopatia

A Osteopatia abrange três ramos: estrutural, sacro-cranial e visceral.

  • Osteopatia Estrutural – A osteopatia estrutural pretende devolver a mobilidade, o movimento e o equilíbrio biomecânico ao sistema musculosquelético. São vários os factores que podem causar uma disfunção, como traumas, quedas, posturas inadequadas, o que leva ao aparecimento de dor e limitação dos movimentos.
  • Osteopatia Sacro-Cranial – As articulações dos ossos do crânio e do sacro realizam micro-movimentos. Quando esses pequenos movimentos ocorrem e as estruturas não ficam correctamente posicionadas, podem surgir problemas no sistema sacro-cranial que poderão originar disfunções intelectuais, motoras ou sensoriais (como depressões, zumbido nos ouvidos, dores de cabeça, disfunções da ATM, entre outras).
  • Osteopatia Visceral – A osteopatia visceral elimina as tensões que ocorrem nos órgãos e vísceras, a que o corpo humano está sujeito. O seu objectivo é melhorar o movimento destas estruturas e permitir ao corpo recorrer aos seus mecanismos de autor regulação e auto-cura, fazendo com que estes funcionem com a máxima normalidade. Todo o ser vivo está em constante movimento, sendo que os mais importantes ocorrem dentro do organismo, como as contracções rítmicas do coração e do diafragma.

Fonte:

Deixa uM COMENTÁRIO


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}

10% Desconto Direto + Oferta Portes » insere código "CELL10" no checkout